Essas novelas maravilhosas e suas trilhas sonoras matadoras – Roque Santeiro (1985/1986)

Hoje começa uma série de grande VALOR AFETIVO aqui no blog. Convidei a querida Mariella Taniguchi, que costumava escrever aqui e agora pode ser encontrada mais facilmente aqui, para mostrar todo o seu conhecimento sobre NOVELAS, maior produto fabricado no Brasil. Ela vai escrever sobre as novelas em si, já que é uma especialista no assunto, e eu vou falar sobre as trilhas sonoras, até porque música é a única coisa que sei falar a respeito.

Começaremos com a primeira novela que temos registros mentais: ROQUE SANTEIRO, por muitos considerada a melhor novela de todos os tempos. Apreciem!

Eu sempre fui noveleira. Lembro detalhes, músicas e nomes de personagens de muitas novelas que se passaram até aqui. A primeira que me vem fresquinha à memória é Roque Santeiro. Na verdade, eu tinha só 4 anos (a novela acabou dois dias depois de eu completar cinco) e me esforçava muito pra ficar acordada até tarde para poder ver o lobisomem. Aquilo me apavorava, mas me enchia de curiosidade. Confesso que fiquei algumas noites sem dormir com medo que meu pai pudesse virar bicho também.

O fato é que, com alguns dias de esforço, consegui manter meus olhos de japa abertos para assistir à novela mais sensacional que já passou na televisão brasileira. Claro que muitos detalhes eu só pude perceber no Vale a pena ver de novo, mas o importante é que a novela me marcou de várias maneiras. Me lembro de brincar de Viúva Porcina e de pedir “Miiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiirna, traga meu suco de pitanga”, com meu conjuntinho de chá rosa pink. Às vezes, colocava correntes no braço para imitar o Senhozinho Malta também.

Além disso, foi nesta época também que eu descobri a existência de Roupa Nova e ganhei meu primeiro LP “de mocinha”. O Roupa Nova 1985 passava horas na vitrola. Depois, vieram Herança e Luz. Mas aí, acabei abandonando o hábito. Era difícil concorrer com Dominó e Polegar, na época.

Roque Santeiro teve duas trilhas sonoras, ambas nacionais. Mas a mais significativa é a primeira, com a Regina Duarte na toda poderosa na capa. A abertura com Isso aqui tá bom demais do Dominguinhos marcou época, impossível alguém não lembrar. Sem pecado e sem juízo da Baby Consuelo é outro ponto alto da trilha, uma balada excelente. Outra música lenta (percebam a idade de quem escreve através do uso dessa expressão) é Chora Coração, do Wando, com um violão que dilacera a alma.

Mistérios da Meia-noite do Zé Ramalho mereceria um post só seu, de tão impressionante que é. Assim como a Mariella, eu também me borrava de medo dessa música, com medo que um lobisomem fosse aparecer na minha casa. O tema de abertura da novela, Santa Fé do Moraes Moreira, fez história junto com a (para a época) modernosa mescla de miniaturas e cenários gigantes.

O lado B do disco abria com Dona, do Roupa Nova, composta por Sá e Guarabira. Mostrando porque é a maior banda brasileira, o Roupa dá uma aula de interpretação no tema da Viúva Porcina. De chorar, realmente. De Volta pro Aconchego da Elba Ramalho é outro ponto alto, junto com Coração Aprendiz, da Fafá de Belém. Em resumo, só tem figurinha carimbada na trilha sonora dessa novela que foi a única até hoje a alcançar 100 PONTOS DE AUDIÊNCIA. Não é para qualquer uma.

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

9 Respostas to “Essas novelas maravilhosas e suas trilhas sonoras matadoras – Roque Santeiro (1985/1986)”

  1. Lella Says:

    Nada como ser especialista das próprias memórias de infância! Mas valeu pelos créditos!🙂

  2. Lari Says:

    MIXTAPE URGENTE
    Aniquilaram minha existência. Muitas lembranças essa trilha, Jesus.

  3. hfanti Says:

    “De volta pro meu aconchego” é demais.

  4. fino Says:

    Onde isso vai parar?

    ijafdafdskopafdkopafd

  5. EGS Says:

    Lella: olha a modéstia!

    Lari: REUNIÃO DANÇANTE SÓ DE NOVELAS. Na tua casa.

    Lique: sim, belíssima música.

    Fino: AGUARDE.

  6. Tweets that mention Essas novelas maravilhosas e suas trilhas sonoras matadoras – Roque Santeiro (1985/1986) « Guitarra de Lycra -- Topsy.com Says:

    […] This post was mentioned on Twitter by gaitha, EGS, Eduardo. EGS, Eduardo said: Prestigiem os posts sobre NOVELAS E SUAS TRILHAS SONORAS que a @mariellat e eu estamos fazendo: http://bit.ly/acOcse […]

  7. Bruno Galera Says:

    SORRISO DO LAGARTO e ARAPONGA.

    CUIDADO.

  8. Lili Menezes Viana Says:

    ROQUE SANTEIRO É PRA MIM UMA RELÍQUIA DA MINHA INFÂNCIA, UMA COISA LINDA QUE NÃO VOU ESQUECER. FOI A PRIMEIRA NOVELA QUE ASSISTI E A PRIMEIRA VEZ QUE TIVEMOS TELEVISÃO EM CASA POIS MORÁVAMOS NO SÍTIO
    DE ITAITUBA NO PARÁ, QUANDO REVEJO AS CENAS DESTA NOVELA É MESMO QUE VOLTAR ÀQUELES TEMPOS DE MINHA VIDA! É BOM DEMAIS!

    • edson Says:

      se você é Lili que morou ou mora no B.j.teixeira e trabalhou no aeroporto de Manaus em 2005 conheceu uma pessoa que trabalhava na secretaria de saúde também no mesmo ano por favor me liga -93099857 edson.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: