Maior guitarrista vivo

Desde ontem estou ouvindo a discografia completa do DINOSAUR JR., um das bandas mais excelentes do planeta. E ando cogitando seriamente criar uma religião e proclamar J. Mascis como o Salvador.

Meu primeiro contato com a banda se deu na metade dos anos 90, provavelmente por culpa do Fábio Massari e o seu Lado B, na MTV. Lembro que comprei o Where You Been em cd lá por 94 ou 95 e me apaixonei afu. O que eram aquelas guitarras? Não pareciam tocadas por alguém HUMANO. Ainda que a aparência de J. Mascis possa gerar dúvidas, ele é sim de carne e osso e toca guitarra como poucos.

Pouco depois comprei o disco seguinte, Without a Sound, numa edição alemã, pois a versão brasileira ainda não havia sido lançada. Esses dois álbuns forjaram meu caráter naquele tempo em que a sensação de deslocamento no colégio era enorme e meu passatempo preferido era ficar em casa trancado no quarto, ouvindo música de maneira compulsiva.

Sempre adorei o fato de TODAS as músicas do Dinosaur Jr. terem solos poderosos, não apenas aquele solo burocrata de 15 segundos seguindo a melodia. Seria impossível eleger os melhores solos da banda, mas guardo com carinho no FUNDO D´ALMA a guitarra avassaladora do final de Get Me, do mítico e já citado Where You Been, de 1993. A beleza desse solo é impressionante.

Infelizmente, o clipe original não tem o solo completo, de um minuto e quarenta e sete segundos, coisas de grade de TV e dessas PUTICES que fazem com que músicas sejam TESOURADAS em nome da programação. Mas nessa perfomance de 94 dá para ter uma ideia da magnitude do solo:

Os demais discos só fui ouvir na íntegra a partir de ontem, quando baixei tudo e arruinei para sempre qualquer tentativa de trabalhar ou levar uma vida normal. Pérolas dos primeiros álbuns eu já conhecia de clipes e audições aleatórias, mas o que me impressionou positivamente foram os dois últimos trabalhos, com a volta do Lou Barlow ao baixo. O Beyond, de 2007, corre o risco de se tornar a minha nova paixão, de tão bom que é.

Preciso muito ver a banda ao vivo em alguma oportunidade, porque sei que ouvir qualquer solo do J. Mascis vai ser uma experiência religiosa. Depois disso posso desencarnar tranquilo, sabendo que fui catequisado pelo maior guitarrista vivo.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

5 Respostas to “Maior guitarrista vivo”

  1. marimessias Says:

    A SEIS. pqp, que banda, que disco.
    tocarei na subpop dia sei lá qual, vá lá e choremos com isqueiros, junto da FERGS. pista killer total.

  2. prego Says:

    Preciso encontrar o acústico em que o J. Mascis escarra no microfone.
    Um desses momentos mágicos do rock.

  3. EGS Says:

    Bah, Mari. Que provocação gratuita. Cogito aceitar o convite. Heh.

    Encontre logo, Prego. Preciso morrer vendo essa cena fatal.

  4. Bruno Galera Says:

    Green Mind = obra-prima.

  5. Luísa Alves Says:

    Tu faz a gente despertar o interesse por bandas que a gente nem dá bol. Isso graças às hipérboles que não param do início ao fim dos teextos. ADORO!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: