Archive for outubro \29\UTC 2009

Taking pills and mellowing out

29/10/2009

Hoje me dirigi a um compromisso altamente desagradável acompanhado do meu mp3 player. No playlist o GREEN ALBUM, do Weezer.  Enquanto ouvia os petardos que compõem esse álbum, lembrava do email que enviei a um par de amigos sobre o projeto de comemorar os dez anos de lançamento da obra, em 15 de maio de 2011, tocando todas as faixas na sequência, o que levará menos de meia hora.

A reação deles foi morna, mas sei que estavam apenas atônitos com o ousado convite que fiz, pois todos sabem o poder avassalador desse disco. Criticado por parte da “imprensa especializada” e por indies que acham o trabalho “POP DEMAIS” (adoro), o Green Album é uma aula de simplicidade perfeita, colocando-o como um dos maiores discos já lançados nos últimos cem anos.

weezer-green_albumBanda na capa do álbum: entendo.

Sei que meus amigos também concordam com isso e que é apenas uma questão de tempo até que eles me procurem para tirarmos todas as faixas e marcarmos ensaios. Estarei desde já aprendendo a tocar e me preparando para daqui a um ano e meio arruinar o universo com a execução ao vivo do disco.

Enfim, achei que este post era necessário para convocar quem quiser se unir a essa causa nobre. Vocês não se arrependerão.

Anúncios

All things must pass

26/10/2009

Eu confesso: não consigo ver fotos da Austrália. Sempre que me deparo com alguma pasta de imagens no computador ou recebo algum link dos amigos que lá estão penso duas vezes antes de abrir. Sinto a mesma coisa que se sente ao ver a foto de um parente falecido há pouco ou de uma namorada cujo relacionamento terminou recentemente: um aperto enorme no peito.

Sei que é só uma questão de tempo até eu poder olhar essas fotos como olho as da infância ou da época da faculdade, com aquela nostalgia boa, de lembranças dos ótimos momentos vividos. Mas ainda não dá. A volta é muito recente e os sentimentos se misturam na cabeça, além de mil questionamentos que aparecem a toda hora.

Por isso, peço desculpa aos amigos daqui que me perguntam empolgados sobre a viagem ou mesmo sobre os meus planos atuais. As coisas ainda estão indefinidas e a transição é lenta. Também peço que os amigos de lá relevem se eu não olhar seus álbuns de fotos. Entendam que é apenas uma fase e como tal, precisa ser superada para dar espaço a uma nova postura. Mas enquanto ela não passa, tem sido difícil olhar imagens dos últimos dois anos sem bater uma saudade cruel.

É, quem disse que seria fácil?

Segue o baile

21/10/2009

IMG_5377

Hoje abri minha carteira e vi esse papel numa das divisões internas. Não lembrava de ter escrito isso. Tirei de um livro cujo nome me foge agora, mas que achei muito interessante. Ele é composto de tópicos como esses da imagem. São verdadeiros socos na cara, lembretes de como a gente esquece de viver a vida como ela deveria ser vivida: sem medo e com amor.

Confesso que não sigo esses conselhos ao pé da letra, mas nada melhor do que colocá-los em prática na hora de abrir um novo blog. Tudo é possível quando se começa do zero. E é o que espero provar para mim mesmo com esse espaço.

Segue o baile que a guitarra é de lycra.